Astros k-pop são condenados por participação em crime sexual

Astros k-pop sao condenados por participacao em crime sexual

Depois de meses de julgamento, os cantores Jung Joon-Young, da banda Drug Restaurant, e Choi Jong-Hoon, do grupo FTISLAND, foram considerados culpados pelo caso de envolvimento em um chat privado onde compartilhavam,sem permissão, registros das relações sexuais que tiveram com diversas mulheres.

A decisão do juiz Kang Sung Soo do Tribunal do Distrito Central de Seul, foi divulgada no último dia 29 de novembro e ambos os rapazes foram condenados a 80 horas de participação em um programa de reabilitação para autores de violência sexual, além de seis e cinco anos de prisão, respectivamente. 

Ele também estão restritos a assumirem cargos em qualquer organização relacionada a crianças e adolescentes por um período de cinco anos.

O caso tomou conta da mídia fora da Coreia do Sul assim que a jornalista Kang Kyung-Yoon,  da SBS, deu início a investigações que levantaram provas contra as conversas realizadas por meio do aplicativo Kakao Talk, muito famoso no país. As vítimas, em sua maioria mulheres na faixas dos 20 anos, não sabiam sobre a existência dos vídeos.

Outros artistas do meio também se tornaram suspeitos e, até mesmo, culpados após terem seus nomes mencionados como participantes das conversas. São eles Yong Junhyung, integrante da boy band Highlight, que confessou ser um mebro do chat; e Seungri, integrante mais jovem do BigBang, que até anunciou a saída do grupo e da YG Entertainment.

Carregar Mais Notícias