Atores fazem discurso político ao vivo na Globo e mandam recado ao atual governo: “Somos resistentes”

Antonio Fagundes, Claudia Raia e Tony Ramos (Foto: Isabella Pinheiro/Gshow)
Antonio Fagundes, Claudia Raia e Tony Ramos (Foto: Isabella Pinheiro/Gshow)

Bolsonaro foi atacado pela classe de atores da Globo durante o Troféu Melhores do ano do Domingão do Faustão.

Quem assistiu a exibição do Troféu Melhores do Ano do Domingão do Faustão deve ter notado que o discurso dos artistas que participaram da premiação tinha um ar bastante voltado para política. Tudo isso acabou desencadeado diante da decisão do Governo Bolsonaro de excluir do sistema de Microempreendedor Individual (MEI) 17 ocupações, dentre elas várias do setor artístico-cultural. A classe-artística, como era de se esperar, ficou indignada com a decisão e organizou uma série de protestos.

Os discursos sempre que um vencedor subia ao palco para conversar com Faustão, deixa evidenciado esse viés político. Um dos primeiros a falar foi Jesuíta Barbosa, que ganhou na categoria Melhor Ator. “A gente está aqui celebrando. Acho que não só nós, artistas que estão aqui, mas todos os artistas do Brasil. Mas temos sido atacados todos os dias. E é importante lembrar a função da arte, o quanto é importante para a educação e informação de um povo”, explicou ele.

Além dele, Fabiula Nascimento também levantou a bandeira sobre este assunto e disse que neste momento as pessoas esquecem a rivalidade e se unem em prol da arte e cultura e que o Brasil ainda terá muito dessa vertente tão importante para construção social. Claudia Raia, que ganhou na categoria especial Personagem do Ano, falou que a cultura é a identidade de um país e que a juventude acaba se sentindo ameaça por não enxergar uma luz no final do túnel

Antonio Fagundes, por sua vez, foi bem mais direto em suas palavras e defendeu sem rodeios: “Já tentaram acabar com a cultura no Brasil, não conseguiram. Não vão conseguir. Nós somos resistentes e vamos sempre estar presentes nos corações das pessoas. O que me deixa otimista é esse povo”. Tony Ramos também se pronunciou e alegou em seu discurso que “uma nação para ser chamada de nação precisa de cultura, saúde e educação”.

O apresentador Faustão durante o programa Domingão (Foto: Reprodução)
O apresentador Faustão durante o programa Domingão (Foto: Reprodução)
Carregar Mais Notícias