Craque Neto detona Bolsonaro após presidente ser barrado em estádio: ‘Deveria ter respeito’

Reprodução/Youtube

Eita! O ex-jogador de futebol Neto movimentou as redes sociais ao abrir o jogo e detonar Bolsonaro. Em seu canal no Youtube, o atleta teceu críticas ao presidente do Brasil, que passou o feriado no Guarujá, tentou assistir Santos e Grêmio na Vila Belmiro e foi impedido pela diretoria do clube, por não estar vacinado. Sem papas na língua, o apresentador não conteve a sua indignação.

“O Bolsonaro deveria ter o respeito para com as pessoas”, começou ele. “Porque a regra é para todo mundo. Sem vacina você não pode entrar em nenhum estádio mesmo sendo presidente da República”, continuou.

A diretoria do Santos negou que a equipe do presidente tenha procurado o clube para acompanhar presencialmente a partida na Vila.

VEJA TAMBÉM:
Craque Neto revela ausência no ‘Os Donos da Bola’ por conta de cirurgia
Craque Neto critica Sikêra Jr ao vivo após discurso homofóbico
Craque Neto se emociona ao falar da morte de Ricardo Boechat

“O Santos FC não foi procurado pela equipe do presidente. O clube segue os protocolos da CBF que, por sua vez, segue as normas sanitárias da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)”, disse a equipe santista.

“Sem a vacina nós não sobrevivemos”, continou Neto no seu puxão de orelha. “E o que o senhor diz no seu curral, com todo mundo sem máscara, não vale para mim e não vale para as outras pessoas”, finalizou.

CRÍTICAS AO VIVO A SIKÊRA JR

O craque Neto, após ser um dos grandes jogadores do Corinthians na década de 1990, tem feito muito sucesso no comando do “Os Donos da Bola”. Marcado por sua sinceridade, o ex-jogador sempre fala o que pensa no programa, e aproveitou o espaço do episódio desta quarta-feira, 30 de junho, para criticar Sikêra Jr, que fez um discurso homofóbico recentemente.

“A gente não pode ter esse jornalista, pseudônimo de jornalista, que é o Sikêra Jr, falar o que ele falou sobre os homossexuais… Parabéns, Burger King. Por sinal, vocês arrebentaram. Parabéns para vocês”, começou o ex-atleta.

“Aí depois, no outro dia, o cara pede desculpas. Sabe por que ele pediu desculpa? Porque os patrocinadores saíram fora de lá. Ou você pensa assim ou você não pensa, irmão! Ou você é homem ou não é homem”, disparou.

“Que não adianta você falar para ganhar dinheiro do governo. É seu pensamento esse? Se for seu pensamento, espero que você não me encontre. O dia que você me encontrar, em qualquer lugar, você vai ver só. Ou até o dono da RedeTV! aí”.

“Qualquer um de vocês que pensam assim. Falassem isso mano a mano [para ver]. Aí, depois, quando a corda vem no seu pescoço, pede desculpa. Desculpa nada. O seu pensamento é esse. Você é homofóbico e muito”, concluiu Neto.

PEDIDO DE DESCULPAS

O apresentador Sikêra Júnior decidiu pedir desculpas depois da polêmica em que se envolveu ao chamar a comunidade LGBTQIA+ de “raça desgraçada”. Mas com ressalvas, ele desabafou ao vivo no programa “Alerta Nacional”, da RedeTV!, na última terça-feira, 29 de junho.

“Eu preciso reconhecer que me excedi, no calor do comentário, defendendo a inocência de crianças que eu sempre defendi. Posso ter usado palavras que me arrependo, sou humano. Errei, erro e vou errar”, falou, fazendo mea culpa.

Entretanto, Sikêra Júnior ressaltou que seu pensamento segue na contramão, discordando do conteúdo exibido no comercial da rede de fast food.

“Como pai e avô, não posso me calar quando vejo crianças sendo usadas como peças publicitárias para venderem ideologias. Eles precisam brincar, estudar e serem crianças”, opinou novamente.

Fazendo a linha pacífica, Sikêra quis reiterar que independente da religião, orientação sexual ou cor da pele, gosta de tratar a todos com carinho.

“A você que se sentiu ofendido, eu lhe peço perdão. Extrapolei como nunca e continuo contra o que vi no comercial. Mas como pai de família e homem de bem, o que posso fazer neste momento é pedir perdão”, concluiu.

Carregar Mais Notícias