Danilo Gentili ataca Bolsonaro e solta o verbo contra 1º ano de governo

Danilo Gentili
Danilo Gentili alfineta primeiro ano do Governo Bolsonaro (Imagem: Reprodução / SBT)

Danilo Gentili soltou o verbo contra o primeiro ano de mandato do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). No Twitter, ele destacou as informações inverídicas diversas vezes compartilhadas pelo chefe do Executivo e classificou o ano como um “festival de cinismo”.

As primeiras críticas contra o governo em 2020 vieram à tona por causa de uma notícia envolvendo a mudança de comunicação que o governo terá nas redes sociais.

“Espero que mude com base no versículo que o presidente vive repetindo ‘e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará’. O que vimos por aqui no 1º ano de mandato foi um festival de cinismo, fakes, botfarm, narrativas mentirosas, ou seja, mentiras”, declarou Danilo Gentili.

“Até aliado percebeu e pegou nojo”, destacou o apresentador do The Noite. Nomes considerados indispensáveis no atual governo foram colocados para fora da “panelinha”, como Alexandre Frota (PSDB-SP), e Joyce Hasselmann (PSL-SP).

Danilo, que começou 2019 com o olhar menos crítico ao Governo Bolsonaro, se tornou um dos maiores críticos do “capitão” no fim do ano, especialmente após sucessivos ataques do eleitorado bolsonarista por causa de suas opiniões.

Confira:

Danilo Gentili aponta mentira de Jair Bolsonaro e divide opiniões

Danilo Gentili tem mostrado em várias oportunidades que tem sido contra algumas medidas do presidente Jair Bolsonaro. Nesta segunda-feira (23), o ex-apoiador do político compartilhou uma postagem antiga do governante, feita logo após ele vencer as eleições 2018.

No post, Bolsonaro declarou que o ano passado seria o último dos indultos para criminosos. Na nova postagem, então, o apresentador do The Noite, do SBT, disparou: “Mais uma mentira pra conta do Jair”.

Danilo Gentili fez referência à decisão do presidente em decretar o indulto de Natal, que, segundo ele, é uma substituição aos benefícios “salva-ladrões ou salva-corruptos” de governos anteriores.

O decreto de Bolsonaro, por sua, é para o indulto de Natal a policiais militares condenados por crimes culposos. Este é o primeiro, desde a redemocratização, que delimita uma categoria específica dentro do benefício.

Carregar Mais Notícias