Tem circulado pela internet uma postagem mostrando o palco do show de Gustavo Lima e supostos símbolos satânicos. De acordo com a postagem a estátua de fundo seria Baphomet, além de símbolos como a mão. Segue abaixo o texto completo que circula nas redes sociais.

SATANISMO NO PALCO

TRONO DE BAFOMÉ, OBELISCOS E SIMBOLOGIAS SATÂNICAS EM CENÁRIO DE SHOW E CLIPE DE CANTOR BRASILEIRO

    É sabido que artistas, cantores, celebridades, políticos e homens de negócios ingressam em seitas e irmandades satânicas e firmam pactos com o reino das trevas a fim de alcançar seus objetivos. O que ocorre na prática é que tais pessoas literalmente vendem a alma para o diabo em troca de fama, poder e fortuna.

ALTO PREÇO

Mas tudo, naturalmente, tem seu preço. No caso dos artistas do mundo da música, uma das contrapartidas exigidas é a propagação da mensagem luciferiana através das letras das canções (muitas vezes de forma cifrada), e do cenário dos clipes e shows.

CENÁRIO LUCIFERIANO

No clipe de uma das canções do cantor brasileiro Gustavo Lima (“café e amor”), o cenário é repleto de simbologias e elementos usados nos cultos satânicos da alta magia. (Veja as fotos)

INVOCAÇÃO E CULTO À LUCIFER

Enquanto interpreta a canção, cuja letra remete à uma paixão avassaladora que se esfria e termina, o cantor caminha pelo requintado cenário simbolizando uma floresta, entre tochas de fogo e obeliscos (símbolo luciferiano do órgão masculino ereto em adoração à satanás e do culto ao sexo de ritual satânico); usa os dedos das mãos para fazer gestos de invocação à lucifer e senta num trono com a forma da estátua de bafomé (lucifer), disfarçado de guitarra, enquanto jatos de fogo e fumaça são disparados no cenário obscuro. Na parte da frente de sua camiseta, de cor preta, o cantor exibe mais um símbolo satânico.

MAÇONARIA

Os símbolos satânicos são comumente usados nos cultos das seitas e irmandades luciferianas, como a maçonaria. Certamente não é por acaso que o cantor aparece numa foto exibindo o corpo “sarado”, trajando apenas bermudas, em frente à um imponente templo maçônico.

PACTUAÇÃO COM O REINO DAS TREVAS

O que muita gente ignora é que, quem participa ou assiste eventos em que espíritos demoníacos são invocados e cultuados, está, também, pactuando com o reino das trevas. (Tema sobre o qual aprofundamos em nosso livro Destruindo fortalezas, libertando cativos, Editora Ágape/SP).
E pensar que muitos pretensos cristãos, tanto católicos como evangélicos, se declaram “fãs de carteirinha” de tais cantores e não perdem uma só exibição deles, sob o argumento de que “não tem nada demais”.
Nota: Aquele que não denuncia as obras das trevas torna-se cúmplice delas.
“E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém reprovai-as.” (Romanos 5:11)