Netflix e Porta dos Fundos sofrem boicote de religiosos

Netflix e Porta dos Fundos sofrem boicote de religiosos

A Netflix está no olho do furacão ultimamente. Depois da animação Super Drags, que conta a história de três jovens que trabalham durante o dia em uma loja e a noite são Lemon Chiffon, Safira Cian e Scarlet Carmesim, três drag queens que lutam conta o crime na cidade, agora outro streaming está no meio de uma polêmica.

Trata-se do novo especial do Porta dos Fundos, a comédia A Primeira Tentação de Cristo. Grupos religiosos não estão aceitando o tema abordado e pedem boicote à produção. No vídeo, eles sugerem que Jesus Cristo teve uma relação homoafetiva quando estava no deserto e teve um triângulo amoroso entre José, Maria e Deus.

Bruno Gagliasso é da Netflix e 'faz teste' para La Casa de Papel

O vice-presidente da União dos Juristas Católicos de São Paulo (UJUCASP) e advogado Paulo Henrique Cremoneze alegou que o filme traz atos blasfemos à liberdade religiosa.

“A atitude do Porta dos Fundos fere a liberdade religiosa e deforma profundamente o autêntico conceito de arte. Os cristãos de todas as confissões devem se unir em defesa dos valores fundamentais da fé e expor seu veemente repúdio ao filme, ao Porta dos Fundos e a própria Netflix”, disse. As informações são do portal religioso Pleono News.

Cremoneze ainda pediu para que todos cristãos boicotem a plataforma de vídeo e demais empresas que têm os humoristas como garotos propagandas.

Além dele, o deputado federal Marco Feliciano também demonstrou insatisfação com o conteúdo e revelou que já processou o grupo de comediantes anos atrás. Agora, ela quer um “basta”.

“Cristãos e não cristãos me cobram atuação contra os irresponsáveis do Porta dos Fundos. Em anos anteriores já os processei, mas a “Justiça” diz q é liberdade de expressão. Está na hora de uma ação conjunta das igrejas e pessoas de bem para dar um basta nisso. Unidos somos fortes!”, disse em um postç.

Carregar Mais Notícias