Samantha Schmütz revela conversa com Juliana Paes e arrependimento em polêmica com Deborah Secco

Eita! Depois da polêmica com Juliana Paes, que resultou em um racha no mundo dos famosos e muita repercussão nas redes sociais, Samantha Schmütz falou pela primeira vez sobre o assunto e comentou sobre o vídeo publicado pela atriz, que dedicou a publicação a “uma colega”, sem citar nomes. Em entrevista ao jornal O Globo, a humorista afirmou que conversou com Juliana e explicou que não acredita que o post tenha sido para ela.

“Ao me deparar com algumas reportagens afirmando que a mensagem da Juliana Paes seria para mim, duvidei. Não acredito que seja, porque nunca a chamei de covarde, nem de desonesta nem de criminosa. Sempre falei que desonesta, covarde e criminosa é a política pública do Brasil de combate à Covid-19”, disse a atriz.

Veja+: “Não quero contribuir para essa polarização doentia que só faz a gente enfraquecer como povo”, diz Juliana Paes

“Acho que esse assunto já foi muito além do que deveria e acaba por desvirtuar o foco do meu questionamento para com a classe, que é no sentido de se posicionar e chamar à responsabilidade em relação à pandemia. Não se trata de uma briga entre colegas”

Samantha também disse que falou com Juliana após a postagem do vídeo em que fala sobre as cobranças que têm recebido para se posicionar politicamente.

“Tive uma conversa, sim, com a Juliana no privado. O que sei é que não costumo transformar conversas particulares em assuntos públicos. Ainda não tivemos a oportunidade de falar depois de tudo o que rolou. Mas reforço que estou sempre aberta ao diálogo”

A humorista também falou do amigo Paulo Gustavo, que morreu em abril por complicações da Covid-19, e refletiu sobre o impacto da partida dele sobre a sua vida.

“Paulo levou a metade da alegria do Brasil. Ele era próximo de todo mundo. Se essa pessoa que era parente do país inteiro não nos comoveu a ponto de realmente nos levantar, o que vai? Choro todos os dias desde que meu amigo partiu. É difícil. Todo lugar em que vou eu me lembro dele. São muitas recordações”, declarou.

Veja+: Samantha Schmütz caio no choro na TV e reforça críticas ao governo

Além de Juliana Paes, Samantha também falou da polêmica com Deborah Secco e reconheceu que errou por criticá-la após a morte de Paulo. No comentário que a atriz apoiou, uma internauta criticava o fato das atrizes seguirem a vida de forma normal e continuarem suas “dancinhas” no aplicativo TikTok. Em resposta, Samantha brincou com o sobrenome da atriz e a chamou de “Toscca”. 

“Estava muito chateada quando falei aquilo sobre a Deborah; a morte do Paulo estava muito recente. Eu errei, não foi legal. Não deveria ter feito. O dia que nos encontrarmos, quero falar sobre esse assunto com ela. Não desejo que isso vire uma grande coisa”.

Samantha Schmütz se emociona na TV e reforça críticas ao governo

Depois de ter sua conta bloqueada nas redes sociais e recuperá-la em seguida, Samantha Schmütz participou do programa “Saia Justa”, exibido no canal GNT na noite de quarta-feira (16). Depois da morte de seu amigo, Paulo Gustavo, vítima da Covid-19 em maio deste ao, a atriz, tem sido alvo de ataques. Ela assumiu um protagonismo na luta contra a pandemia, tendo como base críticas ao governo federal e a artistas que não se posicionam sobre o tema.

Na atração apresentada por Astrid Fontenelle e que conta com Pitty, Gaby Amarantos e Mônica Martelli como debatedoras, Samantha reforçou seu posicionamento político.

“Eu sempre me posicionei. Falando da minha área, é um governo que, desde o dia um, é contra a cultura, mas até aí se posiciona quem quer, enfim. Mas agora, nessa situação de vida e morte, não é escolha. Eu sempre me posicionei, mas essa coisa da morte do Paulo…”, disse, inicialmente.

“Ele era um símbolo, uma alegria do Brasil, é como se todos nós tivéssemos sentido a morte de um parente muito próximo. É isso que eu escuto das pessoas na rua. Isso realmente mexeu muito comigo”.

Em seguida, Samantha Schmütz ressaltou a sua revolta com uma atitude do presidente da república, Jair Bolsonaro e se emocionou ao falar das pessoas que estão lutando contra a doença nos hospitais.

“Dois dias após o enterro de Paulo, eu vi o presidente imitando uma pessoa sem ar. Então, assim, eu fiquei sem ar, fiquei ‘não, não é possível que isso está acontecendo’. É um desrespeito com as famílias, com as pessoas”.

Com a voz embargada, a artista prosseguiu seu relato.

“Eu fiquei imaginando o quanto as pessoas estão sofrendo nos hospitais, fiquei imaginando o Paulo cheio de tubo, de bruços para tentar respirar. As pessoas estão lutando pela vida, então não dá para você brincar com isso”.

Desserviço das redes sociais

Em sua participação no “Saia Justa”, Samantha Schmütz criticou a maneira como os seus colegas de profissão usam as redes sociais.

“Vamos, agora, dar um tempinho da palhaçada, do TikTok, da dancinha? Pode fazer tudo, cada um faz o que quer, mas o assunto tá muito sério”, disse Samantha. 

“Eu estou resinificando também o uso das minhas redes, porque eu passo em feeds e as pessoas estão vivendo no mundo de Nárnia, elas estão vivendo num mundo que não é o meu. Até entendo elas não falarem, porque de repente, vocês estão em outro país, outro lugar”, ironizou. 

“Não é possível ostentar agora, é cafona. Quem tem voz, tem que falar. Eu fico pensando ‘pra quê você tem voz?’”

O post Samantha Schmütz revela conversa com Juliana Paes e arrependimento em polêmica com Deborah Secco apareceu primeiro em O Fuxico.

Carregar Mais Notícias