Segunda temporada de Sintonia está confirmada. Saiba Mais!

Segunda temporada de Sintonia esta confirmada Saiba Mais

Sintonia foi a primeira grande aposta da Kondzilla no mundo das séries, com a primeira temporada tendo sido produzida em parceria com a Netflix, o atual maior serviço de streaming.

Após o final da primeira temporada, o público ficou ansioso para continuar assistindo à série, e muito ansiosos para a confirmação de uma nova temporada.

Pois bem, de acordo com a colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, confirmou que a segunda temporada de Sintonia está em produção e que MC Jottapê está pronto para dar continuidade ao projeto.

Ainda, ela disse que as gravações estão previstas para começarem em abril, no bairro do Jaguaré, em São Paulo.

Misturando violência, tráfico de drogas, o batidão do baile, sonhos e religião, Sintonia acompanha a vida de Rita (Bruna Mascarenhas), Doni (Mc Jottapê) e Nando (Christian Malheiros), amigos que cresceram juntos e que vivem realidades bem diferentes dentro da periferia.

Entrevista d'OFuxico com o elenco

Em entrevista ao OFuxico, os protagonistas contaram qual é a relação deles com a comunidade do "mundo real". 

"Sempre morei em periferia, moro até hoje, na VIla Brasilândia, Zona Norte de São Paulo. Para mim, foi bem natural. No intervalo eu jogava bola com os meninos, lá na Vila Jaguaré. Foi uma experiência bem comum, mas me senti muito em casa, fui muito bem acolhido", contou Jottapê. 

"Eu sou de periferia, sou na baixada santista, As coisas são muito parecidas. A comunidade é um lugar muito unido e, durante as gravações, às vezes tinha a sensação que se eu continuasse a andar, chegaria em casa. Foi muito acolhedor", brincou Chris.

Questionados sobre a importância de ter uma série retratando a realidade das periferias, os protagonistas afirmaram que é a oportunidade do pessoal das comunidades se identificarem. 

"É de extrema importância para poder mostrar como é a periferia, como são as pessoas e que a gente não é diferente do pessoal que mora nos bairros de 'boy'", disse o MC.

"E também para quebrar alguns tabus, quebrar estereótipos que estão muito entranhados na nossa sociedade. Quanto mais produções brasileiras fizermos mostrando a comunidade aqui ou em qualquer outro lugar no Brasil, mais a gente vai conseguir ser mais plural", completou Bruna. 

"É importante para a galera da periferia se reconhecer em algum lugar. Nós não temos produções que contemplem esse reconhecimento. Agora as pessoas vão poder olhar a série e pensar 'olha, essa é minha história'", disse Malheiros.

Confira a entrevista completa abaixo:

Carregar Mais Notícias