Criticado por falta de empatia, Rodrigo Faro dispara: “Deus quis que eu ocupasse o lugar do Gugu”

Rodrigo Faro Gugu Liberato
Rodrigo Faro esteve no velório de Gugu Liberato (Foto: Divulgação)

Rodrigo Faro foi uma das celebridades que marcou presença no velório de Gugu Liberato

Nesta quinta-feira, 28 de novembro, acontece o velório do apresentador Gugu Liberato, 60 anos, na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Várias celebridades já passaram no local para prestar a última homenagem para Gugu Liberato, dentre elas, o apresentador Rodrigo Faro, da Record.

O marido de Vera Viel não segurou a emoção e caiu no choro ao ficar diante do caixão com o corpo de Gugu Liberato. “Momento complicado. A ficha está caindo agora”, disse ele em conversa com a imprensa.

Rodrigo Faro, aliás, falou sobre a sua relação íntima com o apresentador da Record e surgiu bastante abatido. “Não dá pra falar da minha história sem falar do Gugu. Ele me deu uma das melhores oportunidades, que foi ingressar no grupo Dominó, e me ensinou muito. E Deus quis que eu ocupasse o lugar dele aos domingos”, disse ele.

Vale dizer que, neste último domingo, 24 de novembro, enquanto apresentava a “Hora do Faro”, o contratado da emissora cometeu uma gafe daquelas. Rodrigo Faro estava fazendo uma edição especial de seu programa para Gugu Liberato, que morreu aos 60 anos. O problema é que o profissional foi flagrado perguntando como estava o ibope e isso acabou pegando muito mal para o famoso, já que os internautas começaram a dizer que ele estava se aproveitando da tragédia.

“Tudo que ele colocava a mão dava certo. Gugu era reservado, mas tinha uma mente de empresário brilhante. Ele dormia com um bloquinho e anotava sonhos e ideias no meio da madrugada para colocar no ar depois”, completou Rodrigo Faro.

O apresentador ainda falou sobre a generosidade de Gugu Liberato e o carinho do público com ele. “Ele ajudava todo mundo. E o que está acontecendo aqui é algo lindo de se ver, uma homenagem de um país inteiro, uma resposta ao legado dele”, disse.

(Foto: Francisco Cepeda e Thiago Duran/ AgNews)

 

Carregar Mais Notícias