Cacau Protásio chora em desabafo após ser alvo de ataques racistas de bombeiros: “Racismo é crime”

Cacau Protásio
Cacau Protásio (Reprodução/Instagram)

Cacau Protásio virou alvo de ataques racistas após gravar um vídeo com bombeiros. Triste, a atriz desabafou sobre a situação

Cacau Protásio, do Vai Que Cola, viu seu nome virar manchete após ser ofendida ao posar usando uniforme dos bombeiros. Em áudios divulgados por Leo Dias, a atriz é chamada de gorda e preta. “Mete aquela gorda, preta, numa farda de bombeiro, uma bucha de canhão daquela, com um monte de bailarino viado, quebrando até o chão. Vão achar que é o que? Aquilo é tudo viado. Lamentável”.

Com toda a repercussão, Cacau usou seus redes sociais para falar sobre a polêmica. Em vídeos, a atriz não conteve a tristeza ao falar sobre essa situação. “Eu estou fazendo um filme, que eu faço um bombeiro, sargento, e domingo eu fui filmar no batalhão de bombeiro no centro da cidade. Fui super bem recebida, bem assessorada, sendo que tem um bombeiro que fez um vídeo de uma cena solta e espalhou por aí. Em momento algum ele desceu para saber o que estava acontecendo, o que era, e a cena que ele postou é o pedaço de uma cena que é o sonho de um superior. Eu faço filme, eu conto história, é ficção, não é a realidade. Ele espalhou o vídeo com um áudio me chamando de ‘negra, gorda, filha da p*, aquela cambada de viado’. Racismo é preconceito, se ele não sabe. E isso é muito triste, não entendi porque tanto ódio”, disse Cacau.

Além das falas em áudio, Cacau recebeu algumas ofensas em seu perfil e garantiu que tomará providências. “Eu sou negra, eu sou gorda, sou brasileira, sou atriz. Eu conto história, eu conto ficção. Eu não mereço ser agredida assim. Eu respeito a opinião dos bombeiros de ‘ah, eu não acho certo’. Mas vai ver primeiro a história, vai ver o que é antes de agredir. Eu printei tudo que foi colocado na minha página. Tem uma menina no Facebook falando mal. Postou uma foto minha de farda e os coleguinhas dela detonando. Tudo isso eu printei porque é crime. Racismo é crime. Você pode não gostar, mas tem que respeitar. Por que esse ódio? Isso que eu não entendo. O bombeiro é corporação que eu respeito, que eu amo e queria ser quando criança”.

Emocionada, Cacau chorou ao falar sobre essa situação péssima. “Eu sei que eu sou uma pessoa forte, mas ouvir tudo isso de um ser humano, porque querendo ou não ele é um ser humano, é horrível, é muito triste e como uma pessoa que veste uma farda tão linda tem essa postura? Como eu posso dizer que ele salva vidas, que ele faz o amor, tendo essa postura e falando tanta coisa horrorosa, tanta cosia feia, ofendendo? Eu respeito e eu acho que eles têm o direito de gostar ou não gostar, mas por que não vão perguntar primeiro?”.

Cacau Protásio
Cacau Protásio chorou ao falar sobre o assunto – Reprodução/Instagram
Carregar Mais Notícias