Médico de Gugu dá novos detalhes sobre situação em que encontrou o apresentador

Médico de Gugu deu novos detalhes sobre estado clinico em que encontrou o apresentador (Foto: Reprodução)
Médico de Gugu deu novos detalhes sobre estado clinico em que encontrou o apresentador (Foto: Reprodução)

Corpo de Gugu deverá chegar no Brasil na quinta (28)

O médico brasileiro que foi até os Estados Unidos para analisar o estado clínico do apresentador Gugu, Guilherme Lepski, em entrevista para o programa Fofocalizando do SBT, deu mais detalhes sobre o estado em que encontrou Gugu ao chegar ao hospital onde o apresentador estava internado nos Estados Unidos.

Na oportunidade, o médico neurocirurgião disse que foi aos Estados Unidos na esperança de transportar Gugu para o Brasil, e assim tratá-lo aqui. Ele, inclusive, já estava com a sua equipe médica pronta, porém, ao chegar ao hospital se deparou com uma situação bem mais grave do que esperava.

“Importante frisar que ele não chegou morto ao hospital, como foi falsamente notificado, chegou em estado neurológico grave. O que se colocou é que ele tinha morte encefálica tanto pelos critérios americanos e brasileiros”, disse o médico.

Ele não conseguiu afirmar o momento exato que ocorreu a lesão fatal de Gugu, apenas explicou que segundo relatos, Gugu havia batido a cabeça em dois momentos. “Na minha hipótese médica, ele pisou e caiu. Pisou numa parte falsa e caiu, que era um dry-wall muito frágil. A cabeça ele pode ter batido em dois momentos: no orifício que se fez nesse dry-wall ou na pilastra que estava no andar de baixo. Ou nos dois orifícios. Eu não periciei o local, mas o que sei, pelo relato de pessoas que viram a casa, é que tinham marcas de traumatismo craniano, um pouco de cabelo e sangue, em uma pilastra que estava embaixo. Então ali, seguramente, foi um primeiro momento do impacto da cabeça dele que possivelmente causou a inconsciência e o levou a não se defender adequadamente na queda”, falou o profissional.

Para finalizar, Guilherme Lepski contou que o atendimento prestado pela esposa do Gugu, como primeiros socorros foi adequado, porém, o quadro dele já era muito delicado.

“Muito embora o atendimento tenha sido adequado, inclusive, prestado pela esposa, no primeiro momento, que tentou liberar as vias aéreas, a hipoxia deve muito provavelmente ter agravado a situação neurológica dele. Todos esses fatores juntos acabaram acarretando em um quadro muito grave neurologicamente quando ele entrou no hospital”, disse o médico.

A assessoria de imprensa de Gugu contou que o corpo do apresentador já foi liberado pelo instituto responsável pelas necropsias e laudos locais. O documento de liberação foi assinado pelo primogênito de Gugu, João Augusto Liberato. Agora, a família dele aguarda a autorização da funerária para que o translado do corpo de Gugu seja feito para o Brasil, onde o sepultamento será realizado no Cemitério do Morumbi.

Já o velório acontecerá na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e será aberto ao público.

Carregar Mais Notícias